[Luta contra mídia] À NAÇÃO - Manifesto de artistas e intelectuais pela democracia e pelo povo

Reprodução do manifesto 'Á Nação', um abaixo assinado contra o monopólio da imprensa golpista:

À NAÇÃO

Em uma democracia nenhum poder é soberano.
Soberano é o povo.
É esse povo – o povo brasileiro – que irá expressar sua vontade soberana no próximo dia 3 de outubro, elegendo seu novo Presidente e 27 Governadores, renovando toda a Câmara de Deputados, Assembléias Legislativas e dois terços do Senado Federal.
Antevendo um desastre eleitoral, setores da oposição têm buscado minimizar sua derrota, desqualificando a vitória que se anuncia dos candidatos da coalizão Para o Brasil Seguir Mudando, encabeçada por Dilma Rousseff.
Em suas manifestações ecoam as campanhas dos anos 50 contra Getúlio Vargas e os argumentos que prepararam o Golpe de 1964. Não faltam críticas ao “populismo”, aos movimentos sociais, que apresentam como “aparelhados pelo Estado”, ou à ameaça de uma “República Sindicalista”, tantas vezes repetida em décadas passadas para justificar aventurasautoritárias.
O Presidente Lula e seu Governo beneficiam-se de ampla aprovação da sociedade brasileira. Inconformados com esse apoio, uma minoria com acesso aos meios, busca desqualificar esse povo, apresentando-o como “ignorante”, “anestesiado” ou “comprado pelas esmolas” dos programas sociais.
Desacostumados com uma sociedade de direitos, confunde-na sempre com uma sociedade de favores e prebendas.
O manto da democracia e do Estado de Direito com o qual pretendem encobrir seu conservadorismo não é capaz de ocultar a plumagem de uma Casa Grande inconformada com a emergência da Senzala na vida social e política do país nos últimos anos. A velha e reacionária UDN reaparece “sob nova direção”.
Em nome da liberdade de imprensa querem suprimir a liberdade de expressão.
A imprensa pode criticar, mas não quer ser criticada.
É profundamente anti-democrático – totalitário mesmo – caracterizar qualquer crítica à imprensa como uma ameaça à liberdade de imprensa.
Os meios de comunicação exerceram, nestes últimos oito anos, sua atividade sem nenhuma restrição por parte do Governo.
Mesmo quando acusaram sem provas.
Ou quando enxovalharam homens e mulheres sem oferecer-lhes direito de resposta.
Ou, ainda, quando invadiram a privacidade e a família do próprio Presidente da República.
A oposição está colhendo o que plantou nestes últimos anos.
Sua inconformidade com o êxito do Governo Lula, levou-a à perplexidade. Sua incapacidade de oferecer à sociedade brasileira um projeto alternativo de Nação, confinou-a no gueto de um conservadorismo ressentido e arrogante.
O Brasil passou por uma grande transformação.
Retomou o crescimento. Distribuiu renda. Conseguiu combinar esses dois processos com a estabilidade macroeconômica e com a redução da vulnerabilidade externa. E – o que é mais importante – fez tudo isso com expansão da democracia e com uma presença soberana no mundo.
Ninguém nos afastará desse caminho.
Viva o povo brasileiro.

E de acòrdo com uma veiculação recente numa comunidade no Orkut, reproduzo o texto original na Íntegra:

Dia 23 de setembro de 2010, ocorreu o “Ato Público Contra o Golpismo Midiático” no Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo. O evento contou com cerca de 500 pessoas e vários lideres sindicais e de movimentos sociais discursaram sobre o tema.
Golpismo Midiático, segundo a definição do Presidente do Sindicato dos Jornalistas (José Augusto (Guto) é “o uso de técnicas de manipulação da informação para incidir sobre a opinião pública para se atingir um objetivo qualquer. São técnicas de convencimento através da manipulação da informação, sendo golpe quando se altera um curso natural das coisas”.
Encontramos em Marx um alerta sobre algo parecido, segundo nos ensina Marilena Chaui:
“Marx descobriu que temos a ilusão de estarmos pensando com nossa própria cabeça e agindo por nossa própria vontade de maneira racional e livre, de acordo com nosso entendimento e nossa liberdade, porque desconhecemos as condições econômicas e sociais nas quais a classe social que domina a sociedade exerce seu poder sobre a mente de todos, fazendo com que suas idéias pareçam ser verdades universais, válidas para todos os membros da sociedade e para todas as classes sociais.” (CONVITE À FILOSOFIA. São Paulo: Editora Ática, 2009, p. 53)
No Ato Público foi anunciada também a homenagem que será realizada na Câmara Municipal de São Paulo dia 14 de outubro ao valoroso Joaquim Câmara – Toledo (entrega simbólica da Medalha Anchieta e de Diploma de Gratidão da Cidade de São Paulo)
Quem quiser conferir a síntese do Ato Público Contra o Golpismo Midiático é só acessar:

Quem quiser ler e participar do abaixo assinado sobre o tema (Marilena Chaui já assinou) visite:
http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/7080
Um abraço a todos.

Para além de todas as questões triviais e de acôrdo com a política do blog, defendo e sempre defenderei atitudes contra a imprensa golpista! Contra o monopólio capitalista, com seus principios liberais e da Imprensa PIG (Partido da Imprensa Golpista). Pessoal, vamos na luta construir um novo modelo de informações e dados, de caracter público com controle social, público e participativo. Vamos em frente!

Socialismo Intelectual, uma proposta libertadora das consciências

Pessoal, aos meus leitores do blog e também observadores de minhas redes sociais, hoje lançei um porjeto que pretendo e tenho ambição de torná-lo algo bem sério que é o grupo no Facebook sobre o Socialismo Intelectual - Cujos objetivos será a concentração de intelectuais, pesquisadores e acadêmicos, militântes de secretarias da cultura, formação política e juventude dos partidos de esquerda do Brasil, para enfim a constituição dum grupo formulante sobre a cultura socialista geral, dos pensadores, dos clássicos da revolução e também dos projetos políticos-pedagógicos. Também visa articular, organizar e reestruturar o setorial de cultura socialista brasileira, inserida na nova conjuntura política que vivemos, dos questionamentos atuais, das doutrinações e também de reeleituras da história das revoluções, do socialismo não só atento á filosofia oficial, mas principalmente incluindo autores considerados heréticos ao pensamento socialista tradicional, ao comunismo ortodoxo e ás definições fechadas, mas sobretudo na organização, participação e compartilhamento dos vários estudos, dos produtores de culturas socialistas, do pensadores, filósofos e ideolólogos dos mais variadas correntes políticas, como também as novas formulações de mundos atuais, das velhas formulações de mundos e das práticas doutrinárias sobretudo na livre-participação.

Muitas vezes nos atemos numa militância especifica em algum partido, movimento social, entidades ou centrais sindicais e trabalhistas, ou mesmo nos focamos nos nossos estudos pessoais dos mais variados e diversos dentro da cultura geral socialista, esquecendo do fator social dos estudos que é o compartilhamento, sociabilização e integração das nossas pesquisas, das estruturas, organizações ou históricos de nossas militâncias qualificando essas atitudes, rompendo nas militâncias do dia-a-dia seu invólucro diário, pensando em vez de nossos objetivos do dia-a-dia ao nosso próprio movimento militante e na contra-parte saindo da exclusão dos nossos gabinetes de estudos para uma socialbilização e compartilhamento, bem como de descobertas e inovações de questões. Enfim, uma formulação bastante abrangente, participativa, de integração política, cultural e social do socilaismo intelectual. Participe, compartilhe, socialize e vamos na luta cultura. Faça parte hoje mesmo do grupo, Socialismo Intelectual.

Enfim, nasceu a idéia dum pensamento crítico permanente nos meios culturais gerais do socialismo, de seus pensadores e revolucionários clássicos, dos filósofos e teóricos oficiais ou heréticos que possam nos favorecer o aprofundar da cultura socialista na realidade brasileira e internacional, baseado na integração cultural, política e social visando a sociedade socialista, ao avanço das questões sociais, da contra-mídia, de reforma da academia e do enfrentamento ao capitalismo e do desmonte neoliberal, não somente do estado brasileiro e da situação internacional como também da cultura geral socialista. Intelectuais revolucionários, uni-vos!

Informe crítico - Centrais e movimentos realizam em SP ato público contra baixaria nas eleições

Em conformidade com as lutas contra o poder midiático, o denominado "golpismo midiático" e a oposição antiprogressista e conservadora. Contra as tentativas desenfreadas e estúpidas da midia tradicional - capitalista e neoliberal, reproduzo na integra o informe crítico publicado no site do PT sobre o problema midiático capitalista.

Centrais e movimentos realizam em SP ato público contra baixaria nas eleições

O ato, que deverá ocorrer nesta quinta-feira (23), a partir das 19h, no auditório do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, tem como objetivo chamar a atenção da população brasileira para a partidarização de grande parte da mídia brasileira, que tenta favorecer o candidato do PSDB, José Serra.

Para o deputado André Vargas (PT-PR), secretário de Comunicação do PT, a manifestação é bastante oportuna e democrática. De acordo com o petista, as distorções na cobertura das eleições deste ano tiveram início desde a pré-campanha, quando foram exploradas questões de domínio público, como a "ficha falsa" da candidata Dilma Rousseff e a suposta elaboração de dossiê contra representantes de partidos de oposição

"As pessoas precisam saber o que está acontecendo. É muito estranho o comportamento da mídia, que vem adotando uma postura de super valorização de denúncias infundadas, que podem ser facilmente investigadas, numa tentativa de tirar proveito político", afirmou o parlamentar.

No texto convocatório do ato, as centrais e os movimentos sociais denunciam o "jogo combinado de alguns veículos de comunicação", afinados com os interesses da oposição, que estampam manchetes que mais parecem peças de campanha do que informação. "Como num jogo combinado, as manchetes da velha mídia viram peças de campanha nos programas de TV do candidato das forças conservadoras. Essa manipulação grosseira objetiva castrar o voto popular e tem como objetivo secundário deslegitimar as instituições democráticas a duras penas construídas no Brasil", diz o texto.

Em considerações críticas esse movimento antimídia será de importância fundamental para combater o poder midiatico "golpismo midiatico", alterar as correlações de forças e me considerando um blogueiro progressista e revolucionário - me mantenho solidário ao firme ideal, objetivo e finalidade de nulificar os efeitos da midia tradicional, combater sua autoridade e sua pseudo-dignidiade em fim dum Brasil desmidiatizado pelas graças da Internet e da participação poluar, inclusiva e social nas redes sociais, nas midias digitais e no colapso da midia capitalista e neoliberal. Viva a revolução popular, antimídia e social!

Atualização geral de sistemas–Windows Vista 2011

Pessoal, sou beta tester e também interessado no que aconteçe ao mundo e da plataforma Windows, hoje atualizei meu laptop que o uso para vos escrever e como tal, estou testando o novíssimo Internet Explorer 9 como navegador padrão do meu Windows Vista, o novo pacote Windows Live Essentials 2011 Beta 2, portanto possa acontecer erros e me tornar temporariamente indisponível, porém prezo para que meu Windows Vista esteja atualizado, com todos os componentes novos e também em desenvolvimento. Minhas primeiras impressões:

internet-explorer-9-20100915143413

O Internet Explorer 9 Beta demonstrou ser novidade que traz o modo de interface gráfica do Chrome do Google, que faz frente e chega ao nivel do antigo Netscape Navigator 9, que pode ser uma das maiores revoluções quanto internet da plataforma Windows. Além, do mais, no Windows Vista é uma boa pedida devido a lentidão que sofria no Internet Explorer 8 mesmo com todas as atualizações e integrações, como era as reclamações dos usuários em sua época aurea do Windows Vista – as lentidões são resolvidas, são pelo menos aceleradas as navegações na web, compatível com os novos padrões do HTML 5, CSS3, e pronto pra fazer frente ao monopólio da mídia tradicional, trazer inovações na web e continuar a reinar na nova guerra dos navegadores na web 2.0, de midias digitais e redes sociais. Já comparado ao pacote de comunicação pessoal…

windows_live_mensenger_2011_foto_01_

Já o Windows Live Essentials 2011 Beta 2, esse sim continua na lentidão, problemático e porém para os aventureiros em computação, uma boa pedida e também para quem tem pressa de se integrar as redes sociais, midias digitais e também nas novidades da web – adquirir um novo conceito de comunicação pessoal, além de ser integrado ao padrão novo Wave 4 recém atualização da Microsoft, possui o Ribbon do Windoews 7 trazendo para o Vista a nova interface transformando radicalmente o Vista, assim como no Windows ME fora radicalmente transformado com o advento do Windows XP, este com o Vista e como veremos num futuro mediano comparado ao tempo computacional da internet do futuro e novo Windows 8 sobre o 7.

E para matar a saudade dos conservadores tecnológicos como eu, enjoy…

15-netscape02

Pedagogia Marxista - Uma integração possível?

Pessoal, nas aulas de filosofia da educação da 'facû' tive de escolher entre 13 opções possíveis o tema da relação entre o marxismo e a educação. Mas desde que me aproximei das filosofias vermelhas como o marxismo ortodoxo, o denominado pela imprensa capitalista de comunismo real ou socialismo real - na sua absurda comparação entre o "comunismo/socialismo" como ditadura sangüinária e a democracia ocidental como o paraíso social - muitas vezes um engodo de desinformação das massas óbviamente descontente com a atual situação política, desejosa de haver uma nova revolução social e orientação para uma sociedade socialista, haja vista a revolução bolivariana como exemplo duma revolução possível no século 21. Esse tipo de pensamento, esse tipo de mentalidade rareada pela crise do colapso soviético em fins de século passado, poucos compreendem que na atualidade o novo irá surgir, deverá obrigatóriamente surgir contra a burguresia democrática, contra a ideologia neoliberal em vistas da vontade revolucionária e para tanto, para não perder de atenção o assunto proposto em vez de análises de conjunturas muitas delas deficientes quanto ao alvo a ser acertado.

A pedagogia marxista, uma integração possível? Bem, é-me dificultoso relacionar a doutrina marxista para com uma concepção pedagógica, claro que há dentro das concepções escolares possíveis e desenvolvidas dentro da filosofia da educação a escola crítica, escola pautada no pensamento crítico, da crítica social, da crítica ideológica, da crítica política, ad nauseam... agora o que me é mais caro é que o pensamento crítico na latino-america é baseado no pensamento primordial e representante da escola nova identificada em Paulo Freyre o pensamento crítico, a integração entre a doutrina marxista e a área escolar - daí derivando as críticas sociais, políticas e econômicas efetuadas e características da doutrina marxista para dentro dos ambientes escolares e educacionais - que em termos gerais o aluno deverá ser consciente acerca dos problemas da sociedade na qual ele vive, procurar soluções e discussões de caracter político de novo óbiviamente.Mas este tipo de consideração acerca duma possível pedagogia marxista é carregada atualmente de muitos clichês, problemas não resolvidos e não repensados adequadamente e a aproximação entre a escola nova - ou desconstrutivista e sua inserção nos parâmetros críticos se torna o elemento essêncial da educação revolucionária.

Sempre que penso numa escola política, penso primariamente as acadêmias dos partidos comunistas, mais precisamente na conjuntura brasileira com a inauguração pelo 3. Congresso do PT da idéia de uma escola nacional de formação política, do 1. Congresso da Juventude Petista e de elementos estruturais políticos aproximados dum nacionalismo de esquerda com a recente aproximação do PT ás velhas concepções do trabalhismo brasileiro na nova conjuntura política com Vargas. Isto nos confere uma característica dentro da pedagogia marxista de influências da terceira posição, além das influências dentro do processo brasileiro do social-liberalismo, nefasto para a esquerda tradicional ou uma adição importante quanto a depuração do pensamento socialista. Ademais, como diziam os velhos lideres comunistas, pensar num socialismo é pensar numa teoria revolucionaria, antes e primeva do que a teoria revolucionária é a unidade da teoria com a prática revolucionária - objeto duma "pedagogização" da forma política, não necessáriamente do conteúdo desta política, divagações, especulações, inovações... Não sei! Só sei que preciso urgente de uma nova concepção pedagógica, escolar e educacional pautada na tradição revolucionária, na cultura socialista e das filosofias vermelhas. Viva a educação!

Windows 7 Family Pack ´deverá ser lançado’ diz Microsoft

windows-7-family-pack-caixa

O Windows 7 – depois do estrondo ocasionado pelo lançamento recente em 2009, um sistema operacional que traz um pouco de cada versão anterior e para coroar a nova versão do sistema operacional virá com mais força com o lançamento do Windows 7 Family Pack – isso mesmo, um pacote com três ativações e orientado para o usuário doméstico, hoje basicamente de grande uso do Windows XP Profissional (na maioria piratas e que de uma certa forma suplantou a edição Home do Windows XP), agora a grande questão além da superação que o Windows 7 fizera com o Windows Vista – ainda usado pelo mesmo que vos escreve, se conseguirá o Windows 7 Home Premium base da edição do Family Pack suplantar e atualizar os lares brasileiros com o primeiro sistema operacional próprio do século 21, veremos….